Bitcoin atinge novo recorde após suspensão de atualização de software

O consumo de álcool está associado diretamente e indiretamente ao aumento do risco de vários tipos de câncer (Foto: Marcelo Ikeda Tchelão/Pixabay)
Oncologistas pedem diminuição do consumo de álcool para evitar câncer
9 de novembro de 2017
SOCRATA
Conheça Socotra, a ilha árabe que parece um mundo alienígena
5 de dezembro de 2017
Broches com o símbolo do bitcoin na Alemanha (Foto: AP )

Broches com o símbolo do bitcoin na Alemanha (Foto: AP )

Cotação da moeda chegou a US$ 7,9 mil.

O bitcoin subiu 10% nesta quarta-feira (8) e atingiu a máxima histórica, perto de US$ 8 mil, após notícias de que uma atualização do software da criptomoeda, planejada para quinta-feira, foi suspensa.

Especialistas em bitcoin afirmaram no site da Fundação Linux, assinado por vários empresários e desenvolvedores de bitcoins de alto nível que apoiaram o plano, dizendo que a atualização do “Segwit2x” seria esquecida por enquanto, pois poderia “dividir a comunidade”.

A atualização é o chamado “fork” e efetivamente clonaria a bitcoin existente para criar outra criptomoeda. Uma dessas mudanças já foi feita e geralmente ocorre para criar uma divisa com regras diferentes das aplicadas ao bitcoin. As duas moedas passariam a coexistir.

“Nosso objetivo sempre foi uma atualização suave para o bitcoin”, afirmou o comunicado de autoria de Mike Belshe, presidente-executivo da empresa de segurança de blockchain BitGo. “Embora acreditemos firmemente na necessidade de um tamanho maior, há algo que acreditamos ser ainda mais importante: manter a comunidade unida.” A Reuters não pode verificar imediatamente a origem do comunicado.

O bitcoin subiu de pouco menos de US$ 7,5 mil para uma nova máxima recorde, de US$ 7.888 , na bolsa Bitstamp, nos 20 minutos que seguiram a publicação do comunicado.

FONTE: g1.globo.com